Empresa que vende vinhos em bicicleta estima um faturamento de 1 milhão

Empresa que vende vinhos em bicicleta estima um faturamento de 1 milhão

7 November, 2017

Iniciar um negócio próprio exige conhecimento da área de atuação e uma identificação com a atividade que será exercida. Baseado nesses critérios, o casal do Rio Grande do Sul, Taíla Teloeken, 32, e Paulo Finn, 34, se uniram para criar a própria empresa de venda de vinhos.

A carreira de advogada de Teloeken ficou deixada de lado para ela empreender em um setor que antes era tido com um passatempo. O contador Finn também seguiu os mesmos passos de sua parceira. Há pouco mais de um ano, os dois trabalhavam com consultoria empresarial, mas hoje são empreendedores com metas altas.

Por terem conhecimento da área burocrática para abrir uma empresa, o casal soube agilizar a parte mais vagarosa do processo. Depois de todos os passos burocráticos concluídos, conseguiram iniciar na atividade que amam exercer.

Conhecedores da produção de vinhos do Sul do Brasil, o casal já havia atravessado a fronteira para ver de perto como são as vinícolas de outros países como Argentina, Chile, África do Sul e Estados Unidos.

Em janeiro de 2016 os dois decidiram começar o próprio negócio de venda de vinhos. Com os R$ 30 mil que haviam economizado, tiveram a ideia de comprar uma bicicleta para ser o transporte das bebidas, investiram em um estoque inicial e trabalharam no marketing de seus produtos sem deixar de lado um valor suficiente para o capital de giro.

A empresa D’Vino tem a bicicleta como transporte para os vinhos, participa de eventos e de festas propiciando bebidas com marcas menos conhecidas no mercado, fornecidas de vinícolas-boutique. Cartas de vinho para restaurantes e montagem de adegas particulares estão dentro dos serviços prestados pela empresa.

De acordo com Taíla, a bicicleta é um item que oferece menor custo de manutenção, maior versatilidade porque cabe na garagem de casa e possui um investimento reduzido.

A empresa já tem cinco unidades franqueadas, o valor médio de faturamento para o franqueado é de R$ 5 mil. O faturamento total que o casal tem somando com todos os seus serviços é de R$ 30 mil. Até o fim do ano são estimados um faturamento de R$ 1 milhão com a expansão das franquias.