Para gerenciar altas rendas, Luiz Carlos Trabuco Cappi implantará novo setor no Bradesco

Para gerenciar altas rendas, Luiz Carlos Trabuco Cappi implantará novo setor no Bradesco

21 December, 2017

Em meio a planos de expansão, o Bradesco voltou seu foco aos clientes detentores de elevadas rendas. A instituição que é, desde 2009, presidida por Luiz Carlos Trabuco Cappi, fez um recente anúncio detalhando de que forma a área que contemplará esse tipo de consumidor será desenvolvida pelo grupo. Além de quem já possui conta no banco, a organização está atenta para o aumento de captação de novos correntistas. O local designado para abrigar o setor que será implementado já é conhecido do público, tratando-se do prédio que até então era de uso exclusivo da diretoria do grupo.

Quem liderará o departamento encarregado pela gestão de altas rendas será Guilherme Müller Leal, antes responsável pelo setor que cuidava de corporações de grande porte. No lugar de Leal, já se sabe que Bruno Melo Boetger assumirá as responsabilidades inerentes à área. Da mesma maneira que ocorreu com Luiz Carlos Trabuco Cappi, os dois executivos que assumirão novas funções carregam anos de experiência profissional dentro do Bradesco e estão, de acordo com a política da empresa, incumbidos de dar continuidade aos trabalhos já iniciados por outros profissionais.

A ideia de se criar uma área que atenda os usuários com maiores rendas não surgiu repentinamente, conforme esclarece Luiz Carlos Trabuco Cappi, pois estudos de mercado foram feitos a fim de se obter a real perspectiva da economia para os próximos anos. Assim sendo, o executivo ressalta que há a expectativa de que esse tipo de cliente suscite um grande crescimento dos serviços a eles prestados, contribuindo para o desenvolvimento bancário. Algumas qualidades, contudo, colaboram para que as instituições financeiras tenham maior interesse por essa parcela da clientela, como o caráter estável desse tipo de renda, pontua o presidente do grupo.

Atuando conjuntamente com Luiz Carlos Trabuco Cappi, Leal frequentou a PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) e lá conseguiu concluir sua graduação em Economia. Outros cursos, contudo, foram concluídos pelo executivo que assumirá o departamento de altas rendas, como por exemplo, alguns realizados no exterior. Boetger, que sucederá Leal após a consolidação do setor, formou-se em Administração de Empresas na FGV (Fundação Getúlio Vargas), além de ter cursado mestrado em Finanças na Cornell University.

A troca de funções por colaboradores da instituição não se restringirá apenas aos executivos citados. Segundo destaca Luiz Carlos Trabuco Cappi, o projeto de criação do novo departamento ocasionou modificações em outros setores. O maior número de trocas ocorrerá principalmente entre os gestores que atuam nas áreas de varejo e produtos, como será o caso dos executivos Aurélio Guido Pagani e João Carlos Gomes.

Como parte da política de carreiras elaborada pela instituição, as alterações nos quadros de gestão servem para tornar mais robusta a maneira como as trajetórias de líderes são formadas a partir da experiência vivenciada dentro da corporação. O presidente da organização informou que um grupo passará a ser construído a fim de que o aprendizado obtido na liderança possa ser compartilhado e aplicado em questões envolvendo todas as nuances já conhecidas do mercado financeiro.